LOJA ALVORADA


Sobre a Cidade de Alvorada/RS

A cidade de Alvorada nasceu como Distrito de Viamão, com a denominação Passo do Feijó, através da lei nº 216, de 22 de setembro de 1952. Aprovada pela Câmara, a Lei foi promulgada e sancionada pelo então prefeito de Viamão, Tenente Coronel Ponçalino Cardoso da Silva. Em 17 de setembro de 1965 a Lei Estadual nº 5026 garantiu a emancipação política do Passo do Feijó, que passou a chamar-se Alvorada.

Como a Coroa Portuguesa estava expandindo seus domínios ao sul do continente americano, costumava povoá-lo concedendo cartas de sesmarias a quem já habitava estas terras. Foi o caso de Pedro Gonçalves Sandoval, natural de Lima, no Peru, que recebeu a primeira sesmaria, pois já habitava o chamado rincão de Gravataí, nos campos de Viamão. Ainda na mesma época, o capitão João Lourenço Veloso também recebia autorização de posse das terras que habitava no mesmo rincão, mais a nordeste, próximo ao morro ltacolomi. Parte destas terras seria comprada pela coroa portuguesa para assentamento da então Aldeia dos Anjos. Era o primeiro arranchamento da aldeia, transferido posteriormente para as atuais terras centrais de Gravataí. A fundação da Aldeia dos Anjos está inserida no ambiente de disputa ibérica pela posse do território ao sul da América.

O nome, sugerido por um integrante da Comissão Pró-Emancipação, teve inspiração em dois fatores: a alvorada do povo, que acorda às primeiras horas da manhã e parte para o trabalho, e o Palácio da Alvorada, o grande destaque na então nova capital do País, Brasília, inaugurada em 1960.

A cidade de Alvorada, que integra a Região Metropolitana de Porto Alegre, vive um momento que aponta um futuro de prosperidade econômica e social. Os impactos da mudança da política econômica dos últimos 10 anos no Brasil está alterando o perfil socioeconômico da cidade, com a ampliação de investimentos em educação, saúde, segurança, meio ambiente e infraestrutura. O município, com 71 Km² de extensão territorial, faz divisa com Cachoeirinha, Porto Alegre, Viamão e Gravataí.

Mais de 200 mil pessoas tornam Alvorada uma das cidades mais populosas da região, com um grande potencial para o desenvolvimento econômico, seja pela sua localização, que favorece a logística para empreendimentos industriais, seja pelo crescente potencial aquisitivo de sua população, que ingressa em novos patamares de consumo favorecendo a expansão do comércio e serviços.